Necessidade de capital de giro: como calcular?

necessidade de capital de giro

Muitos empreendedores conhecem a importância do capital de giro para alavancar seus negócios mas será que eles sabem realmente como calcular a necessidade de capital de giro necessário para sua empresa crescer e dar lucros?

Em primeiro lugar, o empresário precisa definir quais são os custos fixos de sua empresa como folha de pagamento, impostos, transporte e aluguel. O segundo passo é definir em quantas vendas irão gerar uma receita que possa cubrir todas estas despesas e gerar lucro condizente com a qualidade e a quantidade do serviço realizado.

Neste caso o estoque precisa de uma atenção especial pois muitas vezes se torna um capital imobilizado dentro da empresa. O capital de giro ideal seria aquele que suportasse seis meses de despesas fixas e de estoque até o negócio gerar lucro.

Basicamente, a necessidade capital de giro corresponde à seguinte fórmula:

“Valor das Contas a Receber” + “Valor em Estoque” – Valor das Contas a Pagar. Por exemplo, se as suas contas a receber somam o valor de 50 mil reais e seus estoques geram uma despesa de 20 mil, você deve tomar os dois resultados e subtrair o valor das contas a pagar, que pode ser de 15 mil.

Ou seja, a necessidade do capital de giro do seu negócio é de 55 mil reais por mês!

Compreenderam? Se este artigo foi relevante para você deixe um comentário por aqui, até a próxima!

Para acompanhar dicas diárias de finanças para sua empresa, nos siga no Twitter ou curta nossa página no Facebook.

 

Confira também outros conteúdos:

14 comentários

Juliano

agosto 31, 2015, 10:46 pm
 

No caso de uma empresa de software, que não possua necessidade de estoque e as demais contas, como de Luz, água, entre outras, já estão inclusas no aluguel da incubadora.

O que devo levar em consideração para calcular o meu capital de giro?

Lembrando que nos 4 primeiros meses, a empresa não terá receita, pois estará desenvolvendo o software ainda.

Eder Gf

agosto 7, 2015, 4:01 pm
 

Antoni,

Seu caso específico não há necessidade de capital de gira, uma vez que procedeu corretamente com a precificação, pois com o recebimento à vista, digamos que sua mercadoria “se paga” e já contribui para o pagamento das demais despesas da empresa.

Antonio

julho 1, 2015, 4:23 pm
 

Interessante
No meu caso só recebo a vista .
Como seria o meu calculo?
O que tenho de estoque preciso ter a mesma quantia em dinheiro?
É isso ?

Antoni

julho 1, 2015, 4:15 pm
 

Me parece interessante
E no meu caso que não tenho contas a receber (só trabalho a vista )
Como sería este Cálculo ?
Pegar todo meu estoque e ter esta mesma quantia em dinheiro?
Estou certo ?

Cristiana

janeiro 25, 2015, 5:33 pm
 

excelente explicação. Estou abrindo um negócio e com essa fórmula consegui ter ideia de quanto precisarei de capital de giro.
Marcelo, você já tem estimativa de vendas, então calcule quanto irá gastar com o material para fazer o cachorro quente (multiplique por 25, será seu estoque diário), aluguel, água, luz, e outras despesas fixas. Então some o valor do material com o valor das vendas (tudo transformado em custo mensal), depois diminua do que tem a pagar. Pronto, eis teu capital de giro. Espero ter ajudado.

Comente