Blockchain: como afeta as pequenas empresas

Blockchain na contabilidade

Se você nunca ouviu falar em blockchain, está mais do que na hora de se atualizar. Essa é uma tecnologia que, em breve, deve afetar diretamente as pequenas empresas. Ou seja, os seus clientes. E o mais importante: diz respeito à segurança de suas informações. Vamos entender melhor?

O que é blockchain e para que ele serve?

Blockchain é uma tecnologia conhecida por validar as transações realizadas na moeda virtual bitcoin. Mas ela vai muito além disso ao proteger e garantir a autenticidade de documentos e informações. Como a vida é cada vez mais digital, todos os dias precisamos um pouco mais de blockchain.

Mas por que a sua empresa contábil precisa se preocupar com isso? E mais: o que esse assunto tem a ver com a sua atuação e com seus clientes?

Não foi por acaso que o blockchain teve destaque entre as palestras do evento Accountex 2017, que a ContaAzul acompanhou em Boston, nos Estados Unidos.

Alguns conferencistas, como Gary Boomer, que é hoje uma das 100 pessoas mais influentes em contabilidade, defenderam no encontro que a tecnologia está mudando completamente o conceito de segurança da informação. Há quem chame o blockchain de “livro aberto de contabilidade”.

Na prática, o que também é chamado de protocolo de confiança é o que permite realizar transações no ambiente digital, incluindo o registro de documentos com autenticidade garantida e seguros contra possíveis adulterações.

Imagine o sistema de gestão do seu cliente estar integrado ao de autoridades fiscais e tributárias. Hoje, isso parece distante, dada a ameaça de vazamentos, certo? Mas o potencial do blockchain, que é talvez o grande responsável pela existência das criptomoedas, não deve demorar a bater na porta do seu cliente. Ou seja, o quanto antes você dominar o assunto, melhor.

Blockchain em pequenas empresas: o futuro começou

Outra das “feras” do Accountex 2017 foi Greg Lafollette. CEO da LaFollette Consulting LLC, ele viaja pelos Estados Unidos como consultor e conferencista em contabilidade. Para ter uma ideia sobre como ele é uma autoridade no assunto, Lafollete tem até página na Wikipedia.

Neste ano, a sua palestra no evento foi justamente sobre o blockchain. E ela foi bastante inquietante. Afinal, Lafollete falou da tecnologia do amanhã que já está em nossas salas. Então, fica o alerta: blockchain é presente, não futuro. “Blockchain traz confiança, verdade, transparência, segurança, transações mais rápidas”, afirma ele.

É claro que, em um primeiro momento, empresas do setor financeiro devem ser mais diretamente afetadas. Ou seja, se atende clientes nessa área, seu compromisso fica ainda maior. Um exemplo é o da Direct.One, uma plataforma que já vem gerando e validando boletos e apólices de seguros, por exemplo.

O que acontece é que o blockchain funciona como um grande banco de dados inviolável. Ao registrar arquivos nele, retorna uma chave criptografada, composta por letras e números. Vale lembrar que toda validação e autenticidade garantida em operações que envolvam duas partes e um intermediário é essencial.

Agora, reflita sobre o seu cliente. Esse tipo de situação é o que mais acontece com ele, não é? Além de todas as suas movimentações financeiras, como transferências e pagamentos, tem ainda as obrigações direcionadas ao Fisco.

Tal qual ocorre hoje com a nota fiscal eletrônica, que depende de um certificado digital para ser validada, esse é um processo que deve se estender a muitas outras demandas digitais. E como a internet parece não ter limites, você precisa pensar hoje mesmo sobre blockchain.

Por que o contador deve pensar o blockchain

O blockchain não é uma moda passageira, tampouco uma ideia já lapidada. O que se sabe hoje sobre a cadeia de blocos é que a tecnologia tem alto potencial, mas ainda inexplorado. No entanto, há motivos de sobra para o contador do futuro começar a se planejar hoje mesmo a sua atuação diante das novidades que vem por aí.

O uso do blockchain deve otimizar o tempo disponível do empreendedor em seu negócio. E isso se deve pela mesma razão que a computação em nuvem: a automatização de tarefas.

Quer um exemplo? Tudo aquilo que depende de um cartório, por exemplo, como autenticação de documentos, reconhecimento de assinaturas e mais, terá na tecnologia o seu serviço notarial do futuro. Os processos burocráticos tendem a se tornar mais simples e é preciso estar ao lado do cliente para auxiliá-lo.

Por tudo isso, pense em quantas novidades surgirão ainda quanto à abertura de uma empresa? Mudanças provavelmente positivas, se considerarmos que o tempo médio para esse processo no Brasil é de 79,5 dias. O dado consta em relatório do Banco Mundial.

Já para quem já trabalha com auditoria contábil ou pensa em seguir por esse caminho, vale também se informar sobre o blockchain.

Veja quais são os principais benefícios do blockchain para contabilidade e auditoria, segundo a companhia Thomson Reuters:

  • Indícios de auditoria rastreáveis
  • Processos automatizados de auditoria
  • Autenticação das transações
  • Acompanhamento da propriedade de ativos
  • Desenvolvimento de “contratos inteligentes”
  • Registro e sistema de inventário para qualquer ativo, desde matérias-primas até propriedade intelectual.

Pronto para o blockchain?

Então, já se considera preparado para o que o blockchain ainda vai provocar na contabilidade? Essa é uma leve provocação, pois é difícil estar pronto para o que ainda é desconhecido, não é mesmo?

Mas dada a alta competitividade do mercado, quem se antecipa e sai na frente leva vantagem. Por isso, a dica é que busque acompanhar esse movimento e não pare por aqui. Leia mais sobre o blockchain e as inovações que vão surgir a partir dele.

Tudo isso vai fazer uma diferença importante no atendimento ao seu cliente, especialmente na forma como faz isso e nos serviços que oferece a ele. Agregue valor e conquiste o mercado.

New Call-to-action

E você, como vê o blockchain e de que forma acredita que ele irá gerar impactos no seu trabalho? Comente!

 

Joaquim Torres

Sobre o autor do artigo

Joaquim Torres é CPO (Chief Product Officer) da ContaAzul. Engenheiro da Computação pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), tem MBA em em Gestão de Conhecimento, Tecnologia e Informação pela USP e é autor de livros sobre inovação e tecnologia.

ContaAzul 100% Gratuito para escritórios contábeis. Saiba Mais!

 

Deixe seu comentário