Ensinar ou fazer a gestão financeira para seu cliente?

Gestão financeira na contabilidade

Um escritório de contabilidade que deseja apresentar ao concorrido mercado um diferencial competitivo pode atuar em várias frentes ou se especializar em uma delas. Mas para tomar essa decisão, é preciso entender quais serviços oferecer, da gestão financeira à consultoria empresarial.

Serviços de gestão financeira

A alta competição no mercado tem despertado nas empresas uma nova visão. Aos poucos, fica no passado a ideia de que um escritório de contabilidade apenas cumpre as chamadas obrigações acessórias, recolhendo tributos e organizando a folha de pagamento, por exemplo.

Cada vez mais, o contador é visto como um parceiro do negócio na promoção de uma gestão financeira eficaz. Mas o que mudou efetivamente? E onde está a real oportunidade para o seu escritório?

Nesse conceito, que toma a contabilidade como um instrumento de gestão, parte das tarefas se mantém igual, pois há trâmites burocráticos a realizar, disponibilizando aos órgãos de fiscalização as informações exigidas. O diferencial, contudo, está no uso desses dados para o melhor controle e maior capacidade de análise e projeção financeira da empresa.

Quando se propõe a realizar a gestão financeira, o contador se coloca ao lado do empresário para gerar relatórios completos, construídos com periodicidade semanal ou mensal, conforme a necessidade do cliente.

Esse material ajuda a responder o quanto a empresa está se aproximando ou se distanciando do seu planejamento estratégico e ainda serve como embasamento para as próximas ações.

Se as contas estão permanentemente no azul, pode ser um bom momento para o gestor pensar em expansão das atividades e investimentos em novos projetos. Por outro lado, se o sinal vermelho acende, é hora de promover ajustes e reduzir custos.

Para o contador, isso não chega a ser novidade, mas vale lembrar que nem sempre seu cliente possui tempo e conhecimento suficientes para observar o óbvio. Ou seja, que ele precisa usar as demonstrações contábeis para qualificar as ações e dotar o negócio de uma melhor saúde financeira.

São exemplos de serviços de gestão financeira:

  • Cumprimento das obrigações fiscais
  • Processamento dos documentos de contabilidade
  • Produção de relatórios de gestão e demonstrativos de resultados
  • Diagnóstico da saúde financeira da empresa
  • Indicação de meios de controle financeiro
  • Aconselhamento para a tomada de decisões.

Serviços de consultoria financeira

Quando se fala em consultoria, aumentam as responsabilidades do escritório de contabilidade sobre o futuro do negócio de seus clientes. Diferentemente da gestão financeira, nesses casos, o papel do contador é mais executivo do que propositivo, ou seja, a empresa que o contrata confia a ele as ações cujo foco está na melhora dos resultados.

Na prática, o consultor empresarial está mais presente no dia a dia do cliente, que não mais consegue dar seguimento aos relatórios de gestão para a tomada de decisões relevantes, ou não se sente totalmente seguro para fazê-lo.

Como oferece acompanhamento constante, dele se espera que nada escape no cumprimento das obrigações tributárias principais e acessórias, fazendo uso das melhores práticas de contabilidade e revertendo em resultados financeiros positivos.

A partir daí, a responsabilidade do contador que presta consultoria empresarial só cresce, assim como a gama de soluções que oferece. O quanto será gasto, no que será gasto e de que forma será gasto passa a não ser uma decisão exclusiva do empresário, assim como as áreas da empresa nas quais cortes devem ser realizados.

São exemplos de serviços de consultoria financeira:

  • Adequação de práticas contábeis ao planejamento estratégico
  • Planejamento de rotinas contábeis e de gestão financeira
  • Implementação de meios de controle financeiro
  • Estudo da viabilidade de expansão de atividades ou novos projetos
  • Elaboração de previsão orçamentária
  • Relacionamento com instituições financeiras.

Auditoria também é serviço de contabilidade

Como afirmamos, a oferta de serviços adicionais por um escritório de contabilidade pode ser um diferencial para se destacar diante dos concorrentes. Nessa linha, outra opção é disponibilizar aos clientes a auditoria contábil.

Ao contrário dos serviços de gestão e de consultoria financeira, o auditor é uma figura nova no dia a dia da empresa, pois ele não participa das ações de contabilidade e é contratado justamente para atestar a precisão e a regularidade delas.

Ao examinar documentos contábeis, inspecionando fluxo de caixa, balanço patrimonial e a Demonstração de Resultado de Exercício (DRE), por exemplo, ele pode identificar falhas de controle ou até mesmo fraudes e irregularidades na gestão. A partir daí, cabe a ele informar o empresário e orientá-lo quanto a possíveis correções a implantar.

São alguns dos focos do serviço de auditoria contábil:

  • A ineficiência, incapacidade, negligência ou improbidade na gestão administrativa
  • O controle de bens, direitos e obrigações na gestão patrimonial
  • O cumprimento rigoroso das obrigações de gestão fiscal e prevenção de penalidades
  • A eficiência dos serviços contábeis na gestão técnica
  • A proteção contra gastos excessivos e fraudes na gestão financeira
  • A maior exatidão dos resultados contábeis na gestão econômica
  • A garantia de ética e moralidade dos atos praticados e a correta aplicação dos recursos para fins sociais e ambientais.

Ensinar, realizar ou inspecionar?

Conhecidos os principais serviços ofertados por um escritório de contabilidade, fica a dúvida: o que oferecer ao cliente? Será que a melhor estratégia é ampliar o leque de soluções ou focar-se em apenas uma delas? Essa é uma decisão muito particular, mas há alguns pontos importantes a considerar.

Ao adotar como estratégia se colocar no mercado como um escritório multifuncional, o ganho está justamente no aumento do escopo de clientes. Trata-se de uma questão matemática: quanto mais serviços oferece, maior é o número de empresas com potencial para serem beneficiadas por eles.

Por outro lado, o escritório que decide concentrar sua atuação em uma só área da contabilidade diz ao mercado que ele é um verdadeiro especialista naquilo que faz, se candidatando à melhor solução para aquela demanda específica.

Mercado há para os dois modelos de negócio, certamente. O que pode guiar sua decisão estratégica é a familiaridade que você e sua equipe possuem com os temas, a formação profissional do seu time e mesmo a maior preferência e a facilidade de atuação em uma ou outra área.

Escolha o seu caminho

Neste artigo, apresentamos alguns dos principais serviços que podem ser executados por um escritório de contabilidade. Esperamos que as informações aqui trazidas sejam úteis para a definição da melhor estratégia para o seu negócio.

Como dica final, conheça o seu mercado e o seu cliente e estude as preferências à sua volta, pois só assim poderá atender à demanda existente.

 

Em qual área estratégica o seu escritório de contabilidade vem atuando? Comente!

 

Gabriel Manes

Sobre o autor do artigo

Gabriel Manes é Coordenador de Marketing do ContaAzul para Contadores. Tem pós-graduação em Estratégias Digitais, Redes e Mídias Sociais pela Sustentare Business School.

ContaAzul 100% Gratuito para escritórios contábeis. Saiba Mais!

 

Deixe seu comentário