MEI: uma grande oportunidade para o escritório de contabilidade

mei

Detalhamos a seguir como o contador pode adotar uma relação de parceria com o Microempreendedor Individual (MEI). Devido ao regime tributário simplificado que o MEI usufrui, ele pode não estar no radar do profissional contábil como um investimento de relacionamento, mas é possível e proveitoso encarar com essa ótica. Confira:

Em maio de 2012 a rede social Facebook fez sua estreia na bolsa de valores de Nova Iorque, vendendo suas ações a US$ 38. Em outubro de 2015, essas mesmas ações ultrapassaram os US$ 100 e com esse valor o grupo se valorizou em US$ 288 bilhões, de acordo com reportagem do jornal Folha de S.Paulo.

Conecte-se a seus clientes para ganhar tempo e produtividade

Lendo essa notícia, quantas pessoas não imaginaram: “Foi um ótimo negócio! Sorte de quem soube identificar e aproveitar a oportunidade”. Não é mesmo? Bom, hoje uma situação que pode seguir o mesmo caminho de sucesso se apresenta aqui mesmo, em território nacional. E nem precisa saber operar na bolsa.

Criada em 2009, a categoria MEI (Microempreendedor Individual) já soma mais de 5 milhões de empresas no Brasil que precisam se enquadrar nas regras da Receita Federal e da Previdência Social, e isso significa um mercado gigante em potencial a ser explorado pelo seu escritório contábil.

Com uma operação simples, sem sócios, possibilidade de ter apenas um empregado e faturamento anual de até R$ 60 mil, o MEI é um grande filão para os contadores que planejam ganhar escala e aumentar a receita do escritório, com baixo risco.

Apesar de a legislação dispensar o MEI de efetuar os registros contábeis, existem algumas ações que são mais complexas e pedem a orientação de um contador, por isso, esse é um grande momento para você ficar de olho na oportunidade de mercado que se apresenta.

Mesmo pagando mensalmente um imposto único que gira em torno de R$ 40 (dependendo da atividade registrada), que engloba as obrigações federais e municipais e o INSS, o microempreendedor individual precisa regularizar a transferência do lucro para a pessoa física.

Anderson Hernandes explica que a maior parte dos MEIs são prestadores de serviço e têm a totalidade de seu rendimento (depois de pagar o imposto) direcionada para a pessoa física. O que muitos dos microempreendedores individuais não sabem é que eles precisam do contador para orientar sobre como apontar seus rendimentos no IRPF.

O Sebrae explica que, sem uma contabilidade, o empreendedor será tributado em todo valor que ultrapassar 32% de seu lucro, podendo chegar a uma alíquota de imposto de até 27,5%. “Supondo que foram emitidos R$ 5.000,00 em notas no mês. Sem um contador, apenas R$ 1.600,00 estarão isentos de tributos. Em cima dos outros R$ 3.400,00, podem incidir impostos de até 27,5%”. Ou seja, o risco de cometer um erro na declaração e ser penalizado por isso (pagando mais impostos) já é um grande argumento para seu escritório de contabilidade convencer o MEI a contratar os serviços.

Outro ponto importante no qual o contador pode ajudar o microempreendedor individual é na questão trabalhista. O MEI pode contratar apenas um funcionário respeitando o piso salarial da categoria, e para isso deve observar todos os encargos e obrigações legais previstas na CLT. O contador irá orientar sobre o recolhimento da Guia da Previdência Social (no valor de 11% do salário mínimo vigente, do qual 3% é de responsabilidade do empregador) e do FGTS (calculado à alíquota de 8% sobre o salário do empregado). Além disso, ajudará no envio anual da Relação Anual de Empregados (Rais) ao Ministério do Trabalho e Emprego.

O MEI que conta com um empregado deve ter atenção para todos os detalhes ligados à CLT, como a questão de afastamentos e licenças trabalhistas (maternidade, casamento e médica, por exemplo). Se mesmo para empresas maiores esses assuntos trazem dor de cabeça, para MEI fica ainda mais complexo e pode gerar um custo alto, no caso de um processo trabalhista. O contador é fundamental para mitigar esse tipo de situação.

Caso o negócio prospere e cresça, será preciso realizar o desenquadramento do MEI e partir para a Microempresa ou Empresa de Pequeno Porte, por exemplo. Isso traz uma nova oportunidade para o escritório de contabilidade, já que após realizar o desenquadramento no Portal do Simples é fundamental fazer as devidas alterações na Junta Comercial e na Receita Federal. Para encerrar as atividades da empresa também é preciso ter cuidado e seguir as orientações do contador. Até porque, sem a quitação dos débitos e a regularização das obrigações tributárias, previdenciárias ou trabalhistas, o titular do MEI (pessoa física) pode sofrer penalidades (multas e juros).

Como toda empresa, o Microempreendedor Individual precisa de um contador para assinar sua contabilidade e manter-se em dia com o fisco, protegendo-se dos riscos que lhe causem prejuízos evitáveis.

O contador pode abrir um caminho para simplificar o acesso dos MEIs a um serviço de qualidade e elaborar um pacote de serviços contábeis específicos para esse público com opções para abertura, desenquadramento, encerramento, folha de pagamento, declarações, entre outros. Dessa forma, ganha-se na escala, afinal de contas, a operação do MEI não é complexa e tem baixo risco para o escritório contábil.

A divulgação de materiais educacionais (como guias e passo a passo, por exemplo) são ferramentas interessantes para atrair a atenção dos MEIs para a sua empresa contábil. Você pode publicar em seu site ou nas redes sociais informações sobre a declaração do IRPF do MEI, sobre como emitir as notas fiscais ou ainda sobre como funciona a contratação de um funcionário. Com isso, você vai se posicionar como uma referência para a categoria, atraindo clientes para o seu escritório contábil.

Essa é uma grande oportunidade para o contador atuar como um agente de crescimento e parceiro do MEI, pois um pequeno negócio bem orientado e organizado tem boas chances de ser uma futura MPE, cliente fiel do escritório de contabilidade! Quem investir no MEI hoje vai comemorar essa “sorte” amanhã.

Cobrar ou não cobrar? O que diz a Lei:

Pela Lei, os escritórios de contabilidade optantes pelo Simples Nacional devem prestar assessoria gratuita ao MEI em sua inscrição e opção e também à primeira Declaração Anual Simplificada (vide art. 18, § 22-B da Lei Complementar 123/06). No entanto, serviços adicionais como a elaboração da folha de pagamento estão fora da regra.

Escritórios contábeis que atuam como profissional liberal ou que não sejam optantes pelo Simples Nacional não estão obrigados a prestar este serviço gratuitamente, podendo cobrar por ele.

 

 

Marcelo dos Santos

Sobre o autor do artigo

Formado em Ciência Contábeis, Marcelo dos Santos tem MBA em Administração Global pela Universidade Independente de Lisboa e MBA pela Fundação Getúlio Vargas. Ganhou diversos prêmios como o Marketing Company on Technology Marketing e Grandes Sacadas de Marketing. Atualmente, é Sócio & Head do ContaAzul para Contadores.

ContaAzul 100% Gratuito para escritórios contábeis. Saiba Mais!

25 Comentários
Consultor ContaAzul
07/11/2016 às 09:25h
Olá, Cristiane! Você pode entrar em contato conosco através do número: 0800 600 0921. Estamos no aguardo do seu contato, um abraço!
CRISTIANE MARINA
01/11/2016 às 13:44h
Olá Sou contadora achei muito interessante a matéria e gostaria de tirar dúvidas, pelo fone como ligou para vcs, para Marcelo que me enviou, fico no aguardo do seu contato.
Consultor ContaAzul
02/08/2016 às 11:21h
Bom dia, Alexandre. Tudo bem? Infelizmente não temos essa informação, mas temos uma série de artigos que podem lhe ajudar a montar essa tabela da melhor forma, convido você a acessa esse link: http://goo.gl/yifjqj e conferir os artigos que temos relacionados a honorários contábeis. Espero ter ajudado, qualquer dúvida estamos à disposição. Um abraço.
Alexandre Gonçalves de Andrade
29/07/2016 às 18:13h
Muito, bom o artigo, existe alguma tabela para cobrança do MEI ?
availton antonio
30/05/2016 às 18:58h
muito bom este artigo , bem esclarecido e objetivo.parabens
Camilo
30/05/2016 às 09:24h
Muito boa a matéria,bastante objetiva de fácil entendimento.
Consultor ContaAzul
29/04/2016 às 16:42h
Olá Edileuza. Tudo bem? Para informações de como cancelar uma inscrição MEI indico a você ler este artigo: https://blog.contaazul.com/cancelar-mei/ :) Qualquer dúvida estamos a disposição. Um abraço.
Consultor ContaAzul
29/04/2016 às 16:41h
Olá Virginia. Que bom que você gostou, estamos entrando em contato com você por e-mail parar tirar todas as suas dúvidas :) Um abraço.
virginiacassiatourinhotavares
25/04/2016 às 11:46h
GOSTEI MUITO DO SITE E QUERIA UM RESPOSTA POR MAIL AGRADEÇO A ATENÇÃO.
como eu posso encerrar o MEI
20/04/2016 às 11:13h
SE CASO EU ABRIR FIRMA PELO MEI E SE DEPOIS QUISER FECHAR COMO EU FAÇO?
Consultor ContaAzul
29/03/2016 às 16:43h
Olá Maristela, Que bom que você gostou da matéria, ficamos contentes! Esperamos que muitos MEI vejam essa matéria para que tanto eles quanto os escritórios contábeis tenham sucesso em suas áreas! Nos ajude a divulgar :) Abraço.
Consultor ContaAzul
29/03/2016 às 16:37h
Muito obrigada Junior, não deixe de acompanhar os próximos artigos :) Abraço!
Maristela ferraz
25/03/2016 às 22:06h
Adorei a matéria, pena que as empresa dos mei não presta atenção nesta matéria
Junior Z
25/03/2016 às 13:15h
Excelente!!!
Consultor ContaAzul
22/03/2016 às 11:31h
Mirella, tudo bem? Escritórios contábeis que atuam como profissional liberal ou que não sejam optantes pelo Simples Nacional não estão obrigados a prestar este serviço gratuitamente, podendo cobrar por ele. Quanto ao honorário, infelizmente não sei te dizer.
Consultor ContaAzul
22/03/2016 às 11:17h
Olá, João. Empresas contábeis que são do SN não podem cobrar pelo serviço de abertura e registro de empresas, imagino que MEI também não possa, todavia, pelos outros serviços (como folha, Declaração de IR), a maioria dos contadores cobram uma taxa de manutenção. Cobrar ou não cobrar? O que diz a Lei: Escritórios contábeis que atuam como profissional liberal ou que não sejam optantes pelo Simples Nacional não estão obrigados a prestar este serviço gratuitamente, podendo cobrar por ele.
Joao
09/03/2016 às 18:37h
Quem presta serviços contábeis como MEI pode cobrar abertura e outros serviços de MEI's ?
Leonardo
03/03/2016 às 20:52h
Excelente matéria. Montei um CANVAS recentemente q apontava pra essa estratégia gratuita junto aos MEI.
Leonardo
03/03/2016 às 20:51h
Muito bacana as informações de vcs. Estou montando um plano de negócios para meu escritório e do meu pai ganhar "cara de empresa" brevemente verão. Palmerim contabilidade vem aí. Obrigado pessoal do conta azul, todas as dicas serão bem vindas
Sandrival
18/02/2016 às 22:04h
Muito boa matéria Marcelo! Parabéns e obrigado!
Mirella Santos
18/02/2016 às 12:21h
Qual o valor cobrar de honorários para Mei e Optante pelo Simples
Ivete cortez
18/02/2016 às 01:32h
Adorei o informativo.
Keli
16/02/2016 às 09:48h
Excelentes dicas Marcelo. Já venho trabalhando nesse ramo há algum tempo e venho tendo bons resultados. Obrigada.!
Mario
16/02/2016 às 09:26h
Muito boa a matéria, escrita de forma simples e objetiva. Parabéns.
Arlei Santos
16/02/2016 às 09:08h
Muita boa matéria Marcelo. Bem explicada e detalhada. Parabéns!

Deixe seu comentário