Materiais Educativos

Compartilhe essa página

Glossário

Juros compostos

O que são juros compostos?

Juros compostos são a forma mais utilizada no mercado bancário e tem seu funcionamento um pouco diferente dos chamados juros simples.

Diferença dos juros simples para os compostos

Uma das maiores diferenças dos juros simples para os compostos está na consideração do rendimento do mês anterior no cálculo do próximo mês.

Por exemplo: consideremos que um indivíduo investiu uma mesma quantidade de dinheiro em dois bancos diferentes, sendo um que rende à juros simples e o outro à juros compostos, com a mesma taxa de juros, por três meses. Supondo que o valor investido é de R$1.000,00 qual será o rendimento em ambos os bancos? Banco A - Juros Compostos Primeiro mês = R$ 1.000,00 * 0,006 = R$ 6,00 Segundo mês = R$ 1.006 *0,006 = R$ 6,036 Terceiro mês = R$ 1012,03 * 0,006 = R$ 10018,10 Banco B - Juros Simples Rendimento = R$1.000 * (0,006 *3) = R$18,00 Total = R$1018,00 Podemos verificar, que mesmo pequeno pelo valor, os juros composto mostraram um lucro de R$0,10 centavos. Em períodos maiores e com aplicações maiores, a diferença também pode ser muito maior. Como podemos perceber, a diferença principal entre eles é a forma como é feito o cálculo. O primeiro tem o cálculo baseado em cada rendimento do mês, enquanto o segundo faz o cálculo direto pelo montante.

Cálculo pela fórmula

Outra forma de efetuar o cálculo é via fórmula, que necessita de um entendimento de operações exponenciais. Normalmente é recomendável o uso de uma calculadora científica.

M = C * (1 + i)t, em que: M: montante final C: capital ou investimento i: taxa de juros t: tempo de aplicação (dias, meses, anos) Independente da forma utilizada, os resultados normalmente serão os mesmos. Entender os juros compostos é poder entender como funcionam todas as transações bancárias.