DRE Gerencial: visão do resultado de sua empresa no ContaAzul

Relatório de receitas, custos e despesas para entender a saúde das finanças do negócio

DRE - Demonstrativo de Resultado do Exercício

DRE ContaAzul: Demonstrativo Gerencial de Resultados do Exercício

Novidade ContaAzul: DRE Gerencial

O gerente de produto da ContaAzul Mateus Ambros apresenta o Demonstrativo de Resultado do Exercício Gerencial (DRE).

DRE gerencial

DRE gerencial

O DRE Gerencial do ContaAzul é um relatório disponível para nossos clientes que precisam entender a situação financeira da empresa, saber se estão com lucro ou prejuízo em um determinado período. Podem ainda fazer projeções de crescimento, análises da evolução de custos ou de recebimentos, entre outros.

DRE Gerencial: para que serve

Para que serve o DRE

O Demonstrativo de Resultado de Exercício é um resumo da situação financeira da empresa em um determinado intervalo de tempo (mensal, semestral ou anual). Ele permite conhecer com clareza a situação da empresa, se houve lucro ou prejuízo. Isso é feito pela análise de receitas, custos e despesas operacionais e não operacionais segundo a competência das movimentações financeiras.

DRE ajuda a mostrar se sua empresa teve lucro ou prejuízo

Você precisa saber se teve lucro com sua empresa

O DRE é um relatório extremamente útil para saber se sua empresa teve lucro, ao permitir uma espécie de raio-X do negócio. Ao manter o sistema atualizado com a movimentação financeira, o demonstrativo também fica atualizado e preciso. Você descobre se teve mais ou menos lucro mês a mês, ano a ano. E pode agir para corrigir erros e aumentar margens.

DRE Gerencial do ContaAzul

Raio-X da saúde financeira

Ter acesso a mais um relatório no ContaAzul é uma forma de nosso sistema de gestão online colaborar ainda mais com o controle financeiro de sua empresa. Manter todos os lançamentos atualizados, conciliados com o extrato da conta bancária e classificados para a realidade de sua empresa proporciona benefícios importantes para a saúde financeira do negócio.

Conecte as áreas da sua empresa

As Funcionalidades ContaAzul foram pensadas para facilitar a sua gestão, economize tempo utilizando um único sistema.

Funcionalidades ContaAzul

Perguntas frequentes

O DRE do ContaAzul substitui o DRE Contábil?

Não. No ContaAzul, a ferramenta disponibilizada tem finalidade exclusivamente gerencial. Ele é diferente do DRE Contábil, obrigatório para empresas que adotam o regime de competência, porque não apresenta dois grupos de informações: depreciação e provisionamento das Férias, 13º e os encargos sociais incidentes sobre os mesmos. Ainda assim, o uso gerencial do DRE já traz ganhos importantes para uma micro ou pequena empresa, permitindo confrontar receitas e despesas ou comparar o cenário de diferentes meses, por exemplo.

Acompanhar os resultados dos diferentes meses permite fazer projeções de crescimento, análises da evolução de custos ou de recebimentos, entre outros. Se tiver dúvidas sobre algum dado do DRE de sua empresa, converse com seu contador que, por conhecer bem sua empresa e seu histórico, pode ajudar a interpretar as informações e identificar caminhos a seguir.

O Demonstrativo de Resultado de Exercício Gerencial é um resumo das operações financeiras da empresa em um determinado período, que permite conhecer com clareza a situação da empresa, se houve lucro ou prejuízo. Isso é feito pela análise de receitas, custos e despesas segundo a competência das movimentações financeiras. Ele segue o mesmo princípio de competência do DRE contábil, mas não inclui todas as informações.

O DRE é complementar a outros tipos de relatório, como fluxo de caixa diário ou mensal. Nas análises de caixa, os eventos financeiros são apresentados de acordo com a data em que efetivamente o dinheiro foi movimentado, com lançamentos agrupados por categorias.

No DRE, vale a data de competência: o dia em que a obrigação financeira foi contratada, não necessariamente paga (data da nota fiscal ou de assinatura de um contrato, por exemplo). Por isso, em muitos dos grupos apresentados, status dessa conta (paga ou a pagar) não são considerados no demonstrativo.

O princípio do DRE é o de competência: vale a data em que sua empresa contraiu a obrigação financeira. Vale o dia, mês e ano da nota fiscal emitida contra sua empresa ou de assinatura de um contrato com um fornecedor, por exemplo. Por isso, em muitos dos grupos apresentados, status dessa conta (paga ou a pagar) não são considerados no demonstrativo.

O princípio do DRE é o de competência: vale a data em que seu cliente contraiu a obrigação financeira com sua empresa. Em outras palavras, o dia, mês e ano em que você emitiu a nota fiscal ou assinou um contrato com o cliente, por exemplo. Por isso, em muitos dos grupos apresentados, status dessa conta (recebida ou a receber) não são considerados no demonstrativo.

Os dados reunidos no DRE Gerencial de sua empresa são coletados pelo ContaAzul dos lançamentos financeiros cadastrados no sistema. Especialmente para Comércio e Indústria, também são trazidas informações de Vendas (Valor da Venda e o Custo da Venda), atualizando o valor dos Custo dos Produtos no cadastro e gestão de produtos de sua empresa. Contas a pagar e a receber e conciliações bancárias devidamente atualizadas são essenciais para garantir a precisão do relatório.

A história do DRE começa com as Receitas operacionais e Deduções da Receita para chegar à Receita Líquida de Vendas. Depois, são descontados os Custos para aferir o Lucro Bruto das Vendas. Desse valor são descontadas despesas comerciais, administrativas e operacionais, alcançando o resultado operacional (lucro ou prejuízo). Ganhos e perdas financeiras permitem calcular o resultado líquido. Com investimentos e dívidas, você chega ao resultado final. Confira, nas perguntas e respostas abaixo, outros conceitos inseridos no DRE.

São as Vendas de Serviços ou Produtos que estão diretamente ligadas a atividade econômica da empresa.

São as Vendas de Serviços ou Produtos realizadas no período, independe de terem sido recebidas ou não.

É o total das vendas antes das deduções e dos impostos incidentes sobre as vendas.

  1. Deduções da Receita Bruta: São as devoluções de vendas, descontos Concedidos na Venda, Impostos que incidem diretamente sobre a venda, como ICMS, ISS etc e as Comissões sobre as Vendas.
  2. Impostos Sobre Vendas: São os impostos que incidem sobre a venda do período, independentemente de terem siados pagos ou não.
  • Comissões Sobre Vendas: São as comissões geradas no período independentemente de terem sido pagas ou não.
  • Devoluções de Vendas: São as Devoluções de Vendas devido ao cancelamento de uma venda
  • É a Receita da Empresa menos as deduções dos impostos incidentes sobre a venda.

    • Custos Operacionais: São Gastos que estão diretamente ligados aos produtos ou serviços vendidos no período
    • Custo dos Produtos Vendidos: Representa a baixa efetuada dos estoques por vendas realizadas no período.
    • Custo das Vendas de Produtos: Representa os Gastos que não foram baixados do estoques, mas que estão diretamente ligados aos produtos vendidos no período, é um grupo opcional. Por ser um demonstrativo gerencial, fica a seu critério utilizá-lo ou não.
    • Custo dos Serviços Prestados: Quando possível mensurar, representa os gastos do período diretamente ligados com a operação de prestar o serviço para os clientes.

    Lucro Bruto é o Lucro da Atividade econômica exercida pela empresa. Representa a diferença entre as Receitas Líquidas e os Gastos diretamente ligados aos produtos vendidos ou aos serviços prestados. Evidência o quanto a empresa está gerando de lucro considerando apenas os gastos diretamente ligados a geração da Receita Operacional da empresa.

    • Despesas Operacionais: São Gastos que estão ligados a operação da empresa e que ocorrem independentemente da mesma ter gerado ou não Receitas Operacionais no período.
    • Despesas Comerciais: São os gastos do período com Publicidade, Propaganda e Eventos independentemente de terem sido pagos ou não. E quando possível separar inclui os gastos do setor comercial da empresa. Por se tratar de um demonstrativo gerencial, fica a seu critério a definição de quais despesas são consideradas Comerciais.
    • Despesas Administrativas: São os gastos do período que dizem respeito a administração da empresa, geralmente referem-se aos gastos com pessoal e recursos utilizados nos setores de gestão, direção, Financeiro/Tesouraria e Recursos Humanos, independentemente de terem sido pagou ou não. Por ser um DRE voltado à gestão, fica a critério da empresa a definição de quais despesas são consideradas administrativas.
    • Despesas Operacionais: São os gastos do período ocorridos na área produtiva ou de prestação de serviços que não estão ligados ao custo do produto. Como exemplo a Manutenção de Máquinas da Produção, Manutenção de Equipamentos utilizados na prestação de serviços ou ainda a Manutenção de veículos utilizados na prestação de serviços. Por ser gerencial, esse item depende de sua empresa ter definido quais despesas são consideradas Operacionais para ser exibido no demonstrativo.

    Resultado operacional indica o lucro ou prejuízo da operação da empresa. Representa a diferença entre as Receitas Líquidas e os todos os gastos relativos a operação da empresa, sejam eles custos ou despesas. E é um ponto chave na análise da saúde econômica da empresa.

    1. Receitas e Despesas Financeiras: São os gastos ou receitas referentes as atividades financeiras da empresa.
    2. Receitas e Rendimentos Financeiros: São os receitas de juros cobrados dos clientes, descontos obtidos de fornecedores, variações cambiais positivas e Receitas com Rendimentos de Aplicações Financeiras ocorridas no período
    3. Despesas Financeiras: São os descontos financeiros concedidos a clientes, juros pagos a fornecedores, variações cambiais e tarifas bancárias com manutenção de contas e transferências realizadas ocorridas no período.
    1. Outras Receitas e Despesas Não Operacionais: Receitas e despesas não operacionais são aquelas decorrentes de transações não incluídas nas atividades principais ou acessórias que constituam objeto da empresa.
    2. Outras Receitas Não Operacionais: São as Receitas que não estão diretamente ligadas a atividade econômica da empresa, como por exemplo a Venda de um Ativo Imobilizado.
    3. Outras Despesas Não Operacionais: São as Despesas que não fazem parte da atividade principal ou acessória da empresa, como doações, dividendos e etc. Por se tratar de um DRE Gerencial, fica a critério do empresário a definição de quais despesas são consideradas como Outras Despesas não operacionais.

    Resultado Líquido ou Lucro Líquido é o resultado Geral da empresa. Representa a diferença entre as Receitas Líquidas e todos os Custos e Despesas incorridos no período. Também é um ponto chave de análise da saúde econômica da empresa.

    • Despesas com Investimentos e Empréstimos: São parcelas com gastos programados para o período referente a Financiamentos, Empréstimos e Dívidas da empresa.
    • Investimentos em Imobilizado: São as parcelas com gastos de Financiamentos, Compras de Máquinas e equipamentos.
    • Empréstimos e Dívidas: São as parcelas com gastos de Empréstimos Bancários ou não e as dívidas parceladas.

    O Lucro Final, é uma linha extra que evidência o Lucro após as parcelas de investimentos e dívidas programadas para o período. É o ponto final do alinhamento de todas as transações geradas no período dando uma visibilidade de quanto sobraria de Lucro se todos as Receitas fossem recebidas a vista e todas as Despesas e Custos fossem pagos a vista também.

    Sim. As categorias dependem da forma como você e sua empresa escolherem classificar cada movimentação. Isso pode ser trabalhoso se você deixar acumular muitos dias sem olhar para o financeiro ou sem atualizar seu cadastro de produtos com os custos associados, mas pode ser rápido de lidar se essa tarefa for uma rotina, de alguns minutos por dia.