Nota Fiscal de Prestação de Serviço em Duque de Caxias

Com o ContaAzul você emite sua NFSe em Duque de Caxias e ganha tempo no seu dia a dia

nfse manaus

Praticidade na emissão de NFSe em Rio de Janeiro

A emissão de uma NFS-e preza pela velocidade e facilidade. Com o Emissor de Nota Fiscal Online do ContaAzul para Rio de Janeiro você economiza tempo e trabalho, pois ele é totalmente integrado com a emissão de vendas. Automaticamente após confirmar uma venda, o ContaAzul deixa a nota fiscal pronta, conforme sua configuração prévia. Você nunca mais vai precisar informar dados de uma venda duas vezes! Menos processos manuais diminui a margem de erro na hora do faturamento.

Integrações que agilizam a rotina

Uma das principais vantagens de usar o ContaAzul é a integração entre todas funcionalidades do sistema. Os lançamentos de contas a receber e fluxo de caixa são atualizados automaticamente com a emissão da nova nota. Além disso, com o ContaAzul é possível se conectar a seu contador, tornando o processo de envio de documentos muito mais ágil e preciso.

Impostos sugeridos na nota de serviço

Para driblar a complexidade do sistema tributário do país, receba sugestões de impostos sobre o serviço faturado diretamente no cadastro das atividades oferecidas por sua empresa ou na emissão da nota. O ContaAzul usa seu histórico de contratos e prestação de serviços além de boas práticas contábeis e de mercado para recomendar tributos e alíquotas aplicados. Basta verificar a alíquota e o imposto e concluir a emissão. Tudo para você ganhar tempo e completar a emissão em poucos segundos.

Suporte disponível para surpreender você!

É na hora que você mais precisa que fazemos a diferença. O processo de emissão de Nota Fiscal Eletrônica pode ser complexo e delicado, são muitos detalhes fiscais e cuidados a serem tomados. Por isso, temos o melhor atendimento pronto para ajudar sua empresa. Queremos que você tenha a melhor experiência, até quando estiver com dúvidas!

4,9 4
Conta Azul

A conciliação bancária, reduz o tempo de conferência.

NFS-e conectada a Vendas e ao Financeiro

As Funcionalidades ContaAzul foram pensadas para facilitar a sua gestão. Economize tempo utilizando um único sistema.

Funcionalidades Conta Azul

Perguntas frequentes

O que é a NSFe?

A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica é um documento fiscal, utilizado para o registro das prestações de serviços, gerado e armazenado eletronicamente.

A Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) é um documento fiscal, de existência apenas digital, que viabiliza a comunicação entre o prestador de serviço e a prefeitura do município, substituindo as tradicionais notas fiscais de serviços impressas. A NFS-e possui o objetivo de registrar as operações relativas à prestação de serviços por parte das empresas.

Em casos onde não é possível gerar uma NFS-e pontualmente, existe uma solução que é o Recibo Provisório de Serviços (RPS). O RPS é um recibo de responsabilidade do contribuinte e deverá ser gerado manualmente, possuindo uma numeração sequencial crescente. Este recibo deverá ser convertido em uma NFS-e no prazo estipulado pelo município onde sua empresa atua.

Os requisitos básicos para emitir uma NFS-e são semelhantes para todas as cidades brasileiras. Mas, como a nota de serviço é transmitida à prefeitura, existem detalhes e especificidades de cada município. Confira os quatro passos principais e os detalhes de Duque de Caxias:

  1. Ter uma empresa formalizada, com CNPJ: Caso não tenha, procure um contador para conversar sobre qual regime sua empresa se enquadra
  2. Inscrição Municipal: Trata-se do número de identificação do contribuinte no Cadastro Tributário Municipal, que é realizado junto às prefeituras de cada município. (*Exceto para Brasília, que exige inscrição Estadual)
  3. Adquira um Certificado Digital: Para ter validade jurídica, alguns municípios exigem um certificado digital, para confirmar sua autenticidade e provar que foi a sua empresa que emitiu a nota.Saiba mais sobre certificado digital
  4. Escolha um sistema de Emissão: Você vai precisar de um sistema emissor de notas fiscais eletrônicas. É importante que o sistema escolhido esteja integrado ao de controle de vendas, de forma que não seja necessário entrar com informações manualmente. Com o ContaAzul você pode fazer a emissão de notas de produtos ou serviços integrado com suas vendas! É rápido, fácil e eficiente! Experimente grátis!

Em Duque de Caxias, toda a documentação técnica e a legislação estão disponíveis no site https://nfse.duquedecaxias.rj.gov.br/capa.aspx

Além disso, aconselhamos a sempre conversar com seu contador, ele é a melhor pessoa para te direcionar no que fazer.

É o documento que deve ser expedido por emitentes da NFS-e em eventual impedimento de emissão on-line da NFS-e. Também pode ser utilizado por prestadores de serviço sujeitos à emissão de grande quantidade de NFS-e (por exemplo, estacionamentos, instituições de ensino etc.).

Nessas hipóteses, o RPS deverá ser emitido no momento da prestação do serviço para cada transação. Depois, é obrigatório providenciar sua conversão em NFS-e mediante a emissão on-line ou envio de arquivos (processamento em lote).

Certificado digital, como a própria palavra diz, é a capacidade que alguém tem, através da tecnologia, de comprovar se é mesmo quem diz ser. As transações pela internet, ainda nos dias atuais, geram certo receio em certa parte da população e até mesmo nas instituições bancárias, públicas e privadas. Por esse motivo, uma forma para as empresas darem uma maior segurança aos dados dos clientes e assim conseguirem mais adeptos é a certificação digital.

Certificado A1: Pode ser utilizado para emissão de notas de produto. Esse tipo de certificado pode ser armazenado, ou seja, importado no computador do titular e, em seguida, no sistema que utiliza para emitir notas. Tem validade de 1 ano.

Certificado A3: Esse certificado tem como diferencial a disponibilização através de um Token ou Cartão em que constam informações da empresa e tem validade de 2 ou 3 anos. No ContaAzul, esse certificado está disponível para nota fiscal de produto (NF-e).

Sim. Independente do porte, as empresas que praticam uma das atividades econômicas obrigadas, devem emitir NFSe.

Da mesma forma, as empresas que não estiverem obrigadas poderão, voluntariamente, aderir à emissão de NFSe.

São essencialmente quatro os impostos informados em uma NFS-e (Nota Fiscal de Serviço Eletrônica): ISS, PIS, Cofins e CSLL. Entenda o que é cada um deles:

ISS: O ISS (Imposto Sobre Serviço) é o imposto que incide sobre a prestação de serviços realizado por empresas e autônomos. Ele é um tributo de competência dos municípios e Distrito Federal.

PIS: O PIS (Programa de Integração Social) é um imposto federal, que incide sobre o faturamento mensal das empresas e tem como objetivo financiar o pagamento do seguro-desemprego, abono e participação na receita dos órgãos e entidades, tanto para os trabalhadores de empresas públicas, como privadas.

COFINS: O COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) é um imposto federal que incide sobre o faturamento mensal das empresas.

CSLL:O CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) é um tributo federal brasileiro que incide sobre o lucro líquido das empresas e é destinado ao financiamento da Seguridade Social.

A NFS-e também é usada como base para cálculo de outros tributos, ainda que não sejam informados no documento fiscal, como IRPJ e a própria alíquota do Simples Nacional, no caso das empresas optantes por esse regime de tributação.

O ContaAzul já permite emitir NFS-e nas seguintes cidades Brasileiras:

Salvador, Campinas, Teresina, Curitiba, Guarulhos, Recife, Manaus, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Osasco, São Bernardo, Belém.

Se sua cidade não está nesta lista, confira a relação completa de cidades homologadas conosco e manifeste sua vontade.